Guia de como adquirir imóvel Excelente!

Guia de como adquirir imóvel Excelente!

Muita gente sonha em comprar a casa própria, mas esbarra em uma dificuldade: A documentação. Para realizar a transação, é necessário apresentar diversos comprovantes, obter certidões negativas e ir a diferentes locais.

Devido à burocracia, muitas pessoas acabam adiando a decisão de compra do imóvel. Se esse é o seu caso, fique tranquilo! Após ler este conteúdo, você não precisará mais ter receio de enfrentar o processo.

Elaboramos aqui um guia completo de documentação para adquirir o seu imóvel. A seguir, apresentaremos os principais pontos aos quais é preciso se atentar, como a escolha do imóvel, a conferência da situação física do bem, os comprovantes a entregar e o pagamento de taxas.

Quer ficar por dentro do assunto? Então aproveite nossa check-list e veja o que fazer para comprar o seu primeiro imóvel!

Conheça os imóveis disponíveis aqui na Confiar Negócios Imobiliários

Escolha do imóvel

O sonho de comprar o seu primeiro imóvel começa por aqui. Porém, muita gente tem dúvidas sobre as questões que devem ser observadas na hora de escolher o imóvel ideal.

Essa é uma consideração importante: ao comprar um bem, você deve se certificar de que ele atende suas necessidades presentes e futuras. Então, o que analisar na escolha do imóvel? Veja algumas dicas que ajudam esse processo:

1. Tipo do imóvel

O objetivo é delimitar se você prefere uma casa ou um terreno para construir. Pense nos prós e contras de cada tipo de imóvel.

2. Localização

Nesse momento, é necessário seguir os mesmos critérios para definir a região em que você vai comprar o imóvel . Tente escolher um ou dois locais mais interessantes de acordo com uma lista de prioridades.

Por exemplo: é melhor um imóvel perto do trabalho ou da escola dos seus filhos, em um bairro residencial e tranquilo ou próximo aos lugares badalados da cidade?. Observe que, em cidades grandes, é melhor optar por imóveis que ficam perto de transportes públicos.

Veja se a rua em que vai escolher seu imóvel tem faculdades, bares e comércio próximos, que podem ser barulhentos à noite. Além disso, pesquise sobre os índices de violência da região e analise a infraestrutura do local, como a presença de lojas, supermercados, hospitais, farmácias etc.

3. Tamanho do imóvel

Esse ponto influencia o preço do bem. Por isso, se você mora sozinho, viaja muito, trabalha fora ou não planeja ter filhos, pode ter um imóvel de 1 quarto. Por sua vez, se quer ter crianças nos próximos anos ou recebe muitas visitas, o ideal é comprar um imóvel com um quarto extra.

Caso escolha um imóvel em construção, sempre peça para analisar a planta, pois isso permitirá avaliar as medidas reais do imóvel. Assim, você saberá se os móveis que já tem caberão no novo espaço.

4. Posição do imóvel

A localização do imóvel em relação ao sol é fundamental. Se ele estiver voltado para o norte, receberá sol o dia todo, o que implica menos chance de umidade. Por outro lado, em cidades quentes isso pode ser incômodo.

Observe também que os andares mais altos costumam ser valorizados pela vista privilegiada, menos barulho e mais ventilação — outro fator que evita o surgimento de umidade no local.

Conheça os imóveis disponíveis aqui na Confiar Negócios Imobiliários

5. Outros cuidados

A escolha do imóvel exige que você tenha atenção a outros pontos relevantes. Verifique, por exemplo, se há a possibilidade de enchentes ou alagamentos. Uma forma de fazer isso é pela análise do Google Maps, que permite verificar a altitude da região.

Observe também se o imóvel e a região têm possibilidades de valorização ou desvalorização. Enquanto um shopping próximo pode fazer o preço do imóvel dobrar de valor, uma rodovia próxima tende a desvalorizar o ambiente por causa do barulho.

Depois de analisar todos os aspectos para escolher o seu imóvel, chega o momento de conferir a situação física dele. Vamos lá?

Conferir a situação física do imóvel

As características do imóvel escolhido interferem diretamente na avaliação e preço do imóvel. Imóveis similares podem ter valores muito diferentes dependendo de alguns aspectos.

Veja os critérios que influenciam essa questão:

1. Características do imóvel

Esse ponto pode fazer com que seu preço diminua, mesmo que seja bem localizado ou espaçoso. Esse costuma ser o caso de imóveis antigos, que tendem a ter problemas de fiação e encanamento.

Outro fator relevante é se a propriedade é usada , nova ou ainda está na planta. Geralmente, os primeiros e os últimos são mais baratos. A diferença entre eles é que, no terceiro caso, o imóvel tende a valorizar depois de finalizado. Por isso, vale mais a pena!

Espaços bem aproveitados também tendem a ser mais valorizados, mesmo que o imóvel seja menor. Isso porque os cômodos têm boas dimensões e estão bem distribuídos.

Conheça os imóveis disponíveis aqui na Confiar Negócios Imobiliários

2. Localização

Esse é um dos pontos principais que definem o valor do imóvel. Quanto mais procurado for o bairro, maior é o preço do metro quadrado. Ruas mais tranquilas e imóveis próximos a centros comerciais também tendem a ser mais valorizados.

3. Preço médio da região

Os diferentes fatores que influenciam o preço do imóvel podem sofrer variações, mas é possível encontrar uma média de valor por metro quadrado em cada região. Isso explica um imóvel pode custar R$1.500,00 em um bairro e R$6.000,00 em outro, o metro quadrado por exemplo.

Perceba que esses aspectos são simplificados quando você conta com ajuda profissional. Os corretores ajudam a identificar pontos positivos e negativos de cada imóvel e seguir para a próxima etapa: as documentações de comprador e vendedor.

Conheça os imóveis disponíveis aqui na Confiar Negócios Imobiliários

Deixe uma resposta